Bom dia. 22 de Novembro de 2017
22°MIN. 
26°MÁX.
RONDONÓPOLIS - MT
  • Curta no Facebook
  • Siga no Instagram
  • Siga no Twitter


Projeto imobiliário em Miami terá a tecnologia inovadora da Crystal Lagoons

Fonte: Da Assessoria | Publicado em: 05/11/2015 às 15:55
  • Compartilhe


Foto: Rogério Florentino Pereira

Fundada em 2007, a empresa chilena Crystal Lagoons patenteou uma tecnologia inovadora e sustentável que trouxe qualidade de vida para milhares de pessoas, além de contribuir significativamente para o desenvolvimento do mercado de imóveis e aplicações industriais pelo mundo.

 

Recentemente a corporação, hoje com abrangência internacional, firmou um acordo importante em terras americanas, mais especificamente em Miami, onde serão criadas duas lagoas cristalinas no mais novo e promissor empreendimento da região: o Sole Mia Miami, um complexo luxuoso que reunirá parques, hotel, restaurantes, shopping, centros comerciais e etc. O projeto visa remodelar o cenário da região norte da cidade, transformando a área em um destino para moradores locais e visitantes internacionais.

 

No Brasil, a tecnologia foi implantada pela primeira vez na cidade de Cuiabá. Trazida com exclusividade pela empresa BC Genera, incorporadora do residencial Brasil Beach Cuiabá Home Resort, a Crystal Lagoons criou no condomínio uma lagoa de 20 mil m², cercada por 12 mil m² de praias para uso exclusivo dos moradores do residencial.

 


O diretor da BC Genera Brasil, Heitor Ribeiro Teixeira, explica como surgiu a ideia de trazer a tecnologia para o país e implantá-la no empreendimento, e porquê escolheram a capital mato-grossense para sediar o primeiro projeto do grupo no país.

 

“Nosso planejamento para atuação no mercado brasileiro iniciou pela observação dos costumes da população, avaliação das demandas do público-alvo nível de atividade da indústria da construção, características climáticas e tipos de lazer disponibilizados nos empreendimentos lançados. Das diversas regiões pesquisadas no país, Cuiabá foi escolhida por vários aspectos positivos, entre eles: demanda adequada, mercado com bom nível de atividade e negócios estimulados pelo agronegócio, centro geodésico da América do Sul, clima ideal, distância do litoral, etc,” explica Heitor.

 

O diretor afirma ainda que a escolha da cidade, a concretização da lagoa e das primeiras torres do condomínio despertaram o interesse de investidores e empreendedores do sul, sudeste e nordeste do país.

 

Além de ser uma tecnologia sustentável, ela é econômica. O enchimento das lagoas ocorre uma única vez e, por se tratar de um sistema fechado, sem perda de água por circulação, consome somente 2% da energia utilizada pelos métodos tradicionais de filtragem e apenas 1% dos produtos químicos usados em piscinas comuns.




* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!