Bom dia. 23 de Outubro de 2017
°MIN. 
°MÁX.
RONDONÓPOLIS - MT
  • Curta no Facebook
  • Siga no Instagram
  • Siga no Twitter


MPF inspeciona aeroporto de Rondonópolis e comprova que instalação de equipamentos está dentro do prazo

Fonte: Primeira Hora, com assessoria | Publicado em: 09/07/2016 às 06:34
  • Compartilhe


Foto: Assessoria

O Ministério Público Federal em Rondonópolis (MT), por meio do procurador da República Guilherme Rocha Göpfert,  inspecionou a instalação dos equipamentos Papi e RNAV  no aeroporto Maestro Marinho Franco, localizado no município, para verificar o andamento dos trabalhos. A inspeção foi acompanhada pelo secretário Municipal de Transporte e Trânsito, Argemiro José Ferreira de Souza, bem como pelo responsável da empresa de instalação.



Os equipamentos são itens de segurança básicos em navegação aeroportuária, sendo que sistema PAPI (Precision Approach Path Indicator) – que em português significa “Indicador de Percurso de Aproximação de Precisão” – é um sistema de luzes que orientam os pilotos, principalmente em voos noturno e sob condições adversas de tempo. Já o RNAV é um sistema de trajetória de aproximação por GPS, que também auxilia a segurança do pouso dos aviões.



A instalação de equipamentos de segurança foi objeto de recomendação do MPF em janeiro deste ano. O documento foi enviado logo após grave acidente envolvendo a companhia aérea Passaredo em 8 de janeiro, quando, num voo noturno oriundo de Brasília, o avião errou a pista, pousou na plantação próximo ao aeroporto, bateu numa cerca, rasgando sua fuselagem. O piloto conseguiu arremeter e pousar em seguida, sem maiores danos a integridade física dos passageiros e tripulantes.



“A implementação dos dois sistemas de segurança, além de melhorar o nível de segurança e proteção à vida dos usuários do Aeroporto Maestro Marinho Franco, possibilitará a empresas aéreas a operar voos noturnos e com aviões de maior capacidade, bem como evitará os rotineiros transtornos decorrentes da impossibilidade de pouso por ausência de visibilidade, fazendo com que pousos sejam deslocados para Cuiabá/MT ou Campo Grande/MS, com todas implicações daí decorrentes”, explica o procurador da República.



Na inspeção, verificou-se que a instalação está dentro do cronograma e, segundo informado pelo secretário Municipal de Transportes, se tudo ocorrer dentro do previsto, com todas as homologações dos órgãos de aviação civil, é possível que ambos sistemas estejam operacionais ainda no fim desse mês.



“O MPF protege os interesses da sociedade e foi muito bom verificar que a instalação física do PAPI já está concluída e tudo tem caminhado com compromisso do ente municipal. Estaremos sempre atentos a esse tema tão caro para a população de Rondonópolis e região que é a melhoria e a segurança da aviação civil”, afirma o procurador.
 




* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!