Bom dia. 25 de Maio de 2017
22°MIN. 
35°MÁX.
RONDONÓPOLIS - MT
  • Curta no Facebook
  • Siga no Instagram
  • Siga no Twitter


Mulheres vão mais ao dentista do que os homens

Fonte: Da Assessoria | Publicado em: 09/01/2017 às 14:06
  • Compartilhe


Um levantamento com mais de 550 mil usuários da Caixa Seguradora Odonto, uma das maiores operadoras de planos odontológicos do Brasil, mostra que as mulheres são mais preocupadas com a saúde bucal comparadas aos homens.


 
De acordo com a pesquisa, o gênero feminino é o que mais utiliza o plano odontológico, representando 60% do total.  “As mulheres parecem ser mais preocupadas com a aparência, o que contribui para que a frequência ao dentista seja maior. Ao contrário do que muitos pensam, apesar do fator estético ser de extrema importância, a saúde bucal vai muito além do que se vê no espelho. Os maiores inimigos da boca saudável são invisíveis aos olhos. Quando a saúde bucal não está em harmonia, os microrganismos naturais dessa região podem se proliferar e atingir outros órgãos, causando sérios problemas”, afirma Rosane Menezes Faria, dentista da Caixa Seguradora Odonto.


 
Quando falamos em faixa etária, a que mais utiliza os planos fica entre 31 e 40 anos, com 23%, seguida da faixa de 21 a 30 anos, com 20%. “Muitas pessoas não sabem, mas também é muito importante que as crianças frequentem o consultório do dentista. Ensinar bons hábitos de higiene bucal para as crianças é um investimento que trará benefícios para toda a vida deles”, explica Rosane.     


 
Ainda segundo o levantamento, entre os procedimentos mais procurados está a raspagem, tratamento que remove o tártaro que se instala entre a gengiva e os dentes e a restauração, procedimento que visa eliminar a cárie dental e restituir o formato original do dente. “Esses serviços estão disponíveis nos planos com cobertura do Rol mínimo definido pela ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar”.


 
Por fim, Rosane destaca que os brasileiros estão cada vez mais atentos em deixar a saúde bucal em dia. “Esse é um avanço, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido”, completa a dentista, lembrando que mais da metade dos brasileiros não vai ao dentista anualmente, de acordo com o IBGE.






* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!