Boa noite. 21 de Novembro de 2017
22°MIN. 
28°MÁX.
RONDONÓPOLIS - MT
  • Curta no Facebook
  • Siga no Instagram
  • Siga no Twitter


| Polêmica | Enredo de escola de samba do Rio revolta produtores de MT

Fonte: Reportagem Primeira Hora | Publicado em: 11/01/2017 às 17:10
  • Compartilhe


Foto: ilustrativa

A Associação dos Criadores de Mato Grosso (ACRIMAT), enviou um comunicado a imprensa repudiando e enredo da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, do Rio de Janeiro.

 

A agremiação trará para avenida uma homenagem ao moradores do Parque Indígena do Xingu e faz referências ao agronegócios, considerado por representantes do segmento como pejorativas.

 

Nota na íntegra

 

A Associação dos Criadores de Mato Grosso (ACRIMAT), entidade que representa a pecuária de corte no Estado, repudia a atitude da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, no que diz respeito ao enredo, alas e fantasias do carnaval de 2017 no Rio de Janeiro, que entende como impróprios e irresponsáveis ao tratar o agronegócio como culpado por eventuais mazelas vividas pelos indígenas.

 

Os milhões de brasileiros que atuam na agropecuária sentiram-se atingidos pela ignorância da Imperatriz que, nesses quesitos, denigre a importância do setor produtivo. Os resultados do campo são inquestionáveis e estão presentes todos os dias na mesa, também, dos dirigentes, sambistas, passistas e de todas as alas dessa escola de samba.

 

A Associação crê que não existe outra forma de sintetizar proteínas que não seja pela utilização da terra, da água e do sol, portanto a agropecuária continuará sendo a atividade mais importante para a sobrevivência da humanidade. Em

Mato Grosso 61% das áreas são preservadas, conciliando sustentabilidade econômica e ambiental. Garantindo a liderança na produção agrícola e o maior rebanho bovino do Brasil, respeitando as reservas, o espaço e a cultura dos povos indígenas.

 

A Acrimat espera que o Estado brasileiro cumpra suas obrigações constitucionais, defendendo toda sua população, enquanto o agronegócio continuará produzindo proteínas animais e vegetais para que o Brasil perenize a oferta de alimentos em quantidade e qualidade necessária à continuidade da vida.

 

 




* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!