Suspeito morre em tiroteio e dois são presos após fuga de cadeia

Fonte: G1 MT

Policiais militares estão à procura do último detento que fugiu da cadeia pública da cidade de Canarana, distante 838 km de Cuiabá. Na semana passada, quatro detentos renderam os agentes que trabalham na cadeia e fugiram levando armas e um automóvel do sistema prisional. Dos quatro, dois foram recapturados e um morreu em um confronto com a polícia próximo à cidade de Gaúcha do Norte.


Os presos que fugiram da cadeia de Canarana respondiam por crimes de roubo e homicídio. Durante uma revista às celas na segunda-feira passada, os detentos renderam os agentes e roubaram uma pistola e uma espingarda calibre 12. Eles fugiram em direção à Vila Culuene e abandonaram o automóvel roubado. Em seguida, renderam moradores da localidade e roubaram duas motos. Os policiais foram chamados e fizeram um cerco na região para prender os suspeitos.

 

Na quinta-feira (16), um dos suspeitos foi preso com uma caminhonete Hilux roubada de um fazendeiro da região. No dia seguinte, outros dois suspeitos foram localizados com as motos roubadas. Os policiais tinham a informação de que eles teriam assaltado uma pizzaria e que passariam por uma rodovia que liga as duas cidades. À noite os policiais os localizaram e deram voz de prisão, mas os suspeitos reagiram. No confronto, um dos fugitivos morreu e o outro conseguiu fugir novamente, mas acabou preso no dia seguinte.


As buscas agora se concentram para tentar localizar o último fugitivo, de 23 anos. "Acreditamos que ele esteja na região de Gaúcha do Norte. Ele deve estar debilitado, com fome, pois estaria escondido na mata", disse ao G1 o major Naildo Guedes Lima, comandante adjunto do 13º Comando Regional de Água Boa. Ele explicou que os policiais de Canarana, comandados pelo capitão João Paulo Bezerra do Nascimento, também estão na região à procura do último foragido. Segundo o major, as armas roubadas dos agentes, as motos, a caminhonete e parte do dinheiro roubado da pizzaria foram recuperados pela polícia.


Comentários