Boa noite. 19 de Outubro de 2017
°MIN. 
°MÁX.
RONDONÓPOLIS - MT
  • Curta no Facebook
  • Siga no Instagram
  • Siga no Twitter









Eduardo Marcos Fiorini é desenvolvedor de sistemas web e móbile, graduado em sistemas de informação, possui experiência com segurança de dados, designer gráfico, desenvolvimento móbile, desenvolvimento web, infra estrutura de redes e servidores.




Oi lança GPS gratuito para Android e iOS com mapas offline

Fonte:Fonte: TecnoBlog
  • Compartilhe

O Google ainda não permite o download de mapas brasileiros no aplicativo do Google Maps para Android como em outros países, mas agora há uma solução gratuita: a Oi anunciou oficialmente o Oi Mapas, um aplicativo de GPS que funciona mesmo sem conexão com a internet e pré-carrega o mapa do Brasil na memória do aparelho. Apesar de levar a marca da Oi, ele pode ser usado gratuitamente por clientes de todas as operadoras.

 

Na primeira inicialização, o Oi Mapas faz download do mapa brasileiro, voz em português e algumas informações adicionais, como localização de radares, pontos de interesse e construções em 3D. No total, são pouco mais de 200 MB de dados baixados. Depois, ele passa a calcular rotas, passar instruções em áudio e fazer buscas mesmo quando o 3G não colaborar.

 

oi-mapas-android

 

Quando conectado à internet, o Oi Mapas ganha alguns recursos sociais: dá para compartilhar um local pelo Twitter, fazer check-in no Foursquare, acessar a página do estabelecimento e encontrar pontos de interesse no Facebook. No futuro, a loja permitirá que você baixe mapas de outros países, mas eles serão pagos.

 

O Oi Mapas está disponível para download no Google Play e na App Store, para smartphones com Android 2.2 ou superior e iOS. Ele foi publicado pela NDrive, que também possui seu próprio aplicativo de GPS.

 

CLIQUE E FAÇA JÁ O DOWNLOAD GRÁTIS DO OI MAPAS

 
Deixe sua opinão sobre o aplicativo nos comentarios abaixo....


* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

 

Hoje Inicia o Marco Civil na Internet Brasileira

Fonte:Fonte: Olhar Digital
  • Compartilhe

A partir de hoje segunda-feira, 23 de junho de 2014, está valendo o conjunto de normas criadas especificamente para internet Brasileira.

 

Até ontem, não havia uma definição clara sobre o que é, como funciona e para que serve a internet no Brasil. Muita coisa mudou.

 

O que muda para o usuário

 

O Marco Civil determina que a internet é uma ferramenta fundamental para a liberdade de expressão e diz que ela deve ajudar o brasileiro a se comunicar e se manifestar como bem entender, nos termos da Constituição.

 

O texto da Lei chega a apontar que "o acesso à internet é essencial ao exercício da cidadania". O internauta tem garantia de que sua vida privada não será violada, a qualidade da conexão estará em linha com o contratado e que seus dados só serão repassados a terceiros se ele aceitar - ou em casos judiciais. Um dos pontos essenciais do Marco Civil é o estabelecimento da neutralidade da rede.  Em linhas gerais, quer dizer que as operadoras estão proibidas de vender pacotes de internet pelo tipo de uso.

 

O governo até pode fazer essa discriminação, mas só em duas situações: se ela for indispensável para a prestação dos serviços; ou se serviços de emergência precisarem ser priorizados. Mesmo assim, o presidente que estiver no comando não tem como simplesmente mandar tirar internet de um lugar e botar no outro. Ele precisará consultar o Comitê Gestor da Internet e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

 

O que muda para empresas

 

As empresas que trabalham com serviços na internet (como redes sociais) precisam se adaptar a novas regras. Eles precisam simplificar e esclarecer seus contratos de prestação de serviços para informar aos internautas sobre como funciona a coleta e armazenamento de dados, registros de conexão e acesso. Além disso, será necessário tratar do acesso e das práticas de gerenciamento de redes nos termos de uso.

 

Quem fornece conexão nunca poderá ser responsabilizado pelo conteúdo postado por seus clientes. Já quem oferece serviços como redes sociais, blogs, vídeos etc. corre o risco de ser culpado, caso não tire o material do ar depois de avisado judicialmente. Por exemplo: se a Justiça mandar o Google tirar um vídeo racista do YouTube e isso não for feito, o Google se torna responsável por aquele material.

 

Haverá um prazo para que o conteúdo considerado ofensivo saia de circulação, mas o juiz que cuidar do caso pode antecipar isso se houver “prova inequívoca”, levando em conta a repercussão e os danos que o material estiver causando à pessoa prejudicada.

 

Como se vê, com ou sem Marco Civil a internet permaneceria a mesma, só que agora o internauta brasileiro segue regras e tem direitos correspondentes a todo esse ambiente, assim como as empresas que atuam nele. A falta dessa compreensão foi um dos motivos que fizeram tanta gente odiar essa lei.

 

O que você acha dessa nova lei? Deixe sua opinião nos comentários.


* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

 

Suposto aparelho da Motorola, Moto X+1 vaza vídeo na internet

Fonte:Fonte: TK Tech News
  • Compartilhe

 

Hoje é a minha primeira postagem sobre tecnologia e vou estar trazendo as novidades, tendências, rumores e noticia do meio tecnológico.

 

Surge rumores do vazamento de um vídeo, que supostamente seria o novo sucessor do Moto X o dispositivo móvel da Motorola, o Moto X+1.

 

 

Você pode conferir o vídeo logo abaixo coberto por um saco plástico transparente.

 

 

 

 

A equipe afirma que o novo modelo é maior que o Moto X Original a resolução da sua tela é de 1080p, não foi possível explorar as configurações pois o dispositivo estava protegido por senha.

 

Acreditam na história deles? Deixe sua opinião nos comentários. 


* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!