Boa noite. 30 de Abril de 2017
21°MIN. 
35°MÁX.
RONDONÓPOLIS - MT
  • Curta no Facebook
  • Siga no Instagram
  • Siga no Twitter


Comitê consultivo sobre brucelose bovina é instalado em MT

Fonte: Sedec-MT | Publicado em: 20/04/2017 às 09:31
  • Compartilhe


Foto: Assessoria/Sedec-MT

O Comitê Consultivo sobre Brucelose Bovina do Estado de Mato Grosso (CCBB-MT), realizou sua primeira reunião nesta terça-feira (18.04), para alinhar as ações que serão desempenhadas acerca do Programa Estadual de Brucelose. O comitê foi instituído por meio da Portaria Indea-MT nº 07/2017, publicada no Diário Oficial do Estado, em fevereiro deste ano, considerando a necessidade de normatizar o controle da brucelose bovina em Mato Grosso.

 

O objetivo do comitê é definir novas diretrizes para o controle da brucelose no Estado, uma vez que os resultados demonstram redução na prevalência, tanto de animais quanto de foco. De acordo com o presidente do Indea, Guilherme Nolasco, o comitê deve discutir uma nova legislação do Programa de Brucelose em Mato Grosso.

 

“A intenção é construir uma nova legislação, moderna, tendo em vista a evolução da pecuária, e a disponibilidade de outra vacina no mercado. O Programa Estadual de Brucelose é o que mais evoluiu no país, mas podemos evoluir ainda mais, com uma nova legislação, seguindo as diretrizes do governo estadual, de que se constrói politicas publicas junto aos setores e sociedade”.

 

Os principais segmentos envolvidos no Programa são: o Serviço Veterinário Oficial - SVO, o médico veterinário privado (cadastrado e habilitado pelo Indea) e o setor produtivo, que desenvolvem atividades fundamentais para a melhoria da situação sanitária do país. O programa tem por objetivo reduzir a prevalência e a incidência da doença em bovinos e bubalinos, visando a erradicação.

 

Panorama

 

Um estudo realizado em 2002 demonstrou uma prevalência de brucelose em Mato Grosso, de 41,2% de focos e 10,2% de animais. No mesmo ano, o Serviço Veterinário Oficial iniciou as ações preconizadas no Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose com implantação do programa de vacinação e ações complementares, para diminuir a prevalência da brucelose bovina no estado.

 

Em 2014, um segundo estudo analisou novamente a situação da brucelose bovina que revelou uma prevalência de 24% de focos e 5,1% de animais, uma redução significativa em relação ao estudo realizado em 2002, porém os resultados demonstram valores de prevalências de focos ainda expressivos em todo o estado.

 

Um dos objetivos do CCBB é identificar a causa desta redução heterogênea da prevalência de focos elegendo a melhor alternativa para que Mato Grosso continue a evoluir no controle da brucelose bovina, utilizando de forma racional e eficiente os recursos públicos e privados, otimizando o tempo e evitando perdas econômicas e de saúde pública.

 

Composição

 

O Comitê é presidido pelo Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) e composto por representantes da Superintendência Federal de Agricultura em Mato Grosso (SFA-MT); Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT); Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT); Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato); Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat);  Sindicato  das  Indústrias  de  Frigoríficos  do  Estado  de  Mato  Grosso (Sindifrigo);- Associação de Frigoríficos de Mato Grosso (Asfrigo-MT); Sindicato das Indústrias de Laticínios do Estado de Mato Grosso (Sindilat); Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso (OCB-MT);- Associação Brasileira dos Criadores de Zebu de Mato Grosso (ABCZ-MT);- Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa-MT);- Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Mato Grosso (CRMV-MT).






* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!