Boa noite. 22 de Setembro de 2017
°MIN. 
°MÁX.
RONDONÓPOLIS - MT
  • Curta no Facebook
  • Siga no Instagram
  • Siga no Twitter


Polícia Civil localiza no Maranhão suspeito de estuprar enteadas e a prima

Fonte: Assessoria PJC-MT | Publicado em: 19/08/2017 às 09:37
  • Compartilhe


Suspeito de estuprar duas enteadas de 8 e 11 anos e a prima de 20 anos, S. S. G., 29 anos, teve o mandado de prisão expedido pela 2ª Vara Criminal de Violência Doméstica e Familiar de Cuiabá cumprido na quinta-feira (17), no interior do Estado do Maranhão.  

 

O mandado de prisão foi representado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDDM) de Cuiabá, em inquérito policial presidido pela delegada, Nubya Beatriz Gomes dos Reis, do crime ocorrido em outubro de 2016, no Distrito de Nossa Senhora da Guia, em Cuiabá.

 

A jovem de 20 anos, contou em depoimento, que na data dos fatos, 27 de outubro de 2016, havia ido visitar a prima companheira do suspeito, no Distrito da Guia, e lá foi até um bar, acompanhada de parentes. Segundo a moça todos estavam bebendo e ela tomava uma caipirosca. Em dado momento foi ao banheiro e deixou o copo sobre a mesa, quando retornou e tomou o primeiro gole logo começou a passar mal. Ela foi levada para a casa da prima e acordou com o suspeito em cima dela, sem as calças e ela sem calcinha, sendo violentada sexualmente.

 

As crianças também contaram que era costume o padrasto abusar sexualmente delas.

 

Desde o crime, o acusado estava foragido. Ele foi localizado na zona rural no interior do  Estado do Maranhão, pela equipe do delegado Sidney Walston Tenório de Araújo, da cidade de Coelho Neto (MA), na operação batizada de “Monster House”.

 

Inicialmente, a investigação começou pela delegada Elaine Fernandes, quando ela atuou na Delegacia da Mulher. Depois, ao assumir o inquérito policial, a equipe da delegada Nubya Beatriz passou a diligenciar para efetuar  prisão do suspeito, passando a contar com apoio do Núcleo de Inteligência da Diretoria Metropolitana, por meio do delegado Guilherme Fachinelli, e da Diretoria de Inteligência para conseguir localizar o suspeito fora de Mato  Grosso.

 

“O caso teve grande repercussão no Distrito de Nossa Senhora da Guia e a população local, por nunca ter noticiado tamanha barbaridade, clamava por justiça”, disse a delegada Nubya Beatriz.

 

Conforme a delegada, após o crime Silvano começou a mandar várias mensagens ameaçadoras para a vítima maior de idade. A moça teve que mudar de cidade por temer pela vida. As crianças, devido ao trauma, tiveram que ser encaminhadas para acompanhamento psicossocial.

 

A Delegacia da Mulher aguarda disponibilização de meios para efetuar  transferência  do preso do Maranhão para Cuiabá, para ser interrogado e o inquérito policial finalizado.




* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!