Boa noite. 22 de Setembro de 2017
°MIN. 
°MÁX.
RONDONÓPOLIS - MT
  • Curta no Facebook
  • Siga no Instagram
  • Siga no Twitter


Polícia Civil fecha pontos de apostas de jogo do bicho

Fonte: Assessoria | Publicado em: 13/09/2017 às 08:52
  • Compartilhe


Foto: Assessoria

Cinco pontos de apostas do jogo do bicho no município de Rosário Oeste (128 km ao Norte) foram desarticulados pela Polícia Judiciária Civil, na tarde de terça-feira (12.09). No total, cinco pessoas foram conduzidas, três delas acusadas de promover a contravenção penal.

 

A operação denominada "Bicho Legal" foi voltada a combater a modalidade do jogo feita com máquinas de cartão de crédito. A Polícia Civil acredita que a central funciona em outro estado, possivelmente em Goiás. "Nesse jogo do bicho, as apostas são feitas eletronicamente. Conseguimos fechar cinco pontos na cidade, que estavam realizando essa contravenção penal", disse o delegado Walter de Melo Fonseca.  

 

Durante a operação, os policiais apreenderam vários recibos de apostas em valores altos variando de R$ 500 a R$ 600,00.

 

De acordo com o delegado, a ação iniciou após policiais da Delegacia de Rosário Oeste receberem informações sobre pontos em que eram realizadas apostas de jogo do bicho. Com base na denúncia, a equipe de investigadores saiu em diligências e em uma loja próxima  à Delegacia, os policiais encontraram o suspeito de gerenciar o ponto de apostas.

 

No momento da abordagem, havia dois apostadores no local, sendo recolhida a máquina de apostas, assim como comprovantes de jogos feitos naquele ponto. Em seguida, os policiais seguiram para outro endereço, no bairro Santa Izabel, onde detiveram o segundo suspeito, que também estava registrando apostas de jogo do bicho.

 

Sabendo da ação da Polícia, o terceiro suspeito de promover a atividade ilícita compareceu a Delegacia de Rosário Oeste para entregar a sua máquina de apostas. Os envolvidos assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência pela contravenção penal do jogo do bicho, no artigo 51 da Lei de Contravenções Penais, e foram liberados.




* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!