Boa tarde. 26 de Setembro de 2017
°MIN. 
°MÁX.
RONDONÓPOLIS - MT
  • Curta no Facebook
  • Siga no Instagram
  • Siga no Twitter


Drone com celulares é encontrado em pátio de cadeia em Mato Grosso

Fonte: G1 MT | Publicado em: 13/09/2017 às 10:23
  • Compartilhe


Foto: Sejudh-MT/Assessoria Aparelhos estavam amarrados com uma fita e um fio, ainda pendurados pelo drone

Um drone que transportava dois celulares foi apreendido nessa terça-feira (12) no pátio do Centro de Ressocialização de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. De acordo com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Mato Grosso (Sejudh-MT), o aparelho já tinha pousado no chão quando foi percebido pelos agentes. Os presos estavam na carceragem naquele momento e não tiveram contato com o drone.


Segundo a secretaria, os dois aparelhos estavam amarrados com uma fita e um fio, ainda pendurados pelo drone. O aparelho foi apreendido no começo da manhã durante a troca de turno dos agentes penitenciários. Nenhuma pessoa, que controlava o drone, foi encontrada na região da unidade prisional.

 

“Os agentes trocavam de plantão e encontraram os celulares amarrados [no drone], já na área externa. Os presos não viram o drone. É a primeira vez que [um drone] é apreendido no Centro de Ressocialização”, disse ao G1 o superintendente de Gestão de Cadeias, Daniel Lucas Rondon.


Ainda conforme Rondon, os aparelhos não tinham chip de telefonia, nem carregador, mas funcionavam normalmente ao serem ligados. De acordo com a Sejudh, o Centro de Ressocialização de Várzea Grande tem capacidade para 192 presos. Atualmente abriga 381 presos.
O equipamento e os telefones celulares foram encaminhados à Polícia Civil de Várzea Grande.

 

Drones em penitenciárias


Esta é a terceira vez que agentes apreendem drones em unidades do sistema penitenciário de Mato Grosso. No mês de janeiro deste ano foi apreendido um aparelho que sobrevoava a Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá.


Agentes de plantão perceberam a movimentação do drone na área de segurança da unidade e conseguiram derrubá-lo sem a necessidade de disparo de arma de fogo. O equipamento possivelmente estava sendo utilizado para estudar a área da unidade e buscar formas de encaminhar produtos ilícitos aos presidiários.


No mês de fevereiro outro aparelho foi abatido na área externa da Penitenciária de Cuiabá e duas pessoas foram presas. O objetivo era lançar aparelhos celulares no pátio da unidade prisional. Três celulares foram encontrados no pátio interno da unidade prisional e outros seis apreendidos ainda embalados junto ao drone.


Dois homens que operavam o equipamento foram presos numa rua nos fundos da penitenciária e confessaram que receberam dinheiro para entregar os celulares dentro da unidade.




* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!