Boa noite. 20 de Janeiro de 2018
23°MIN. 
35°MÁX.
RONDONÓPOLIS - MT
  • Curta no Facebook
  • Siga no Instagram
  • Siga no Twitter
  • :
  • :


Pai denuncia o próprio filho após encontrar fotos íntimas de criança no celular dele

Fonte: RedeTV! | Publicado em: 12/01/2018 às 14:47
  • Compartilhe


Foto: Reprodução/Facebook Andrew e Paul Spensberger

O norte-americano Paul Spensberger denunciou o próprio filho após encontrar fotos íntimas de uma criança de dois anos no celular dele. Andrew, de 17 anos, foi preso por posse de pornografia infantil e o pai decidiu não pagar a fiança.

 

Segundo informações do Daily Mail, o pai só encontrou as fotos no celular após confiscar o aparelho para punir o filho por mau comportamento. Nas duas imagens, a criança aparecia dormindo nua.  

 

Morador do Missouri (Estados Unidos), o pai relatou que, ao ser questionado, o adolescente alegou que havia tirado as fotos com intenção de vendê-las para um colega de classe, que, ele suspeitava, seria pedófilo. Andrew ainda afirmou que queria conseguir 350 dólares (cerca de 1,1 mil reais), pois estava devendo essa quantia para outros jovens.

 

Preso na última sexta-feira (5), o rapaz teve fiança estipulada no valor de 10 mil dólares (o equivalente a 32 mil reais), mas o pai dele, que afirma acreditar na história do filho, garantiu que não irá pagar. "Ele sente remorso e está assustado por enfrentar um tempo na prisão. Eu poderia ir até lá e libertá-lo, mas ele precisa aprender", disse Paul ao jornal britânico. "É nojento, antiético e nunca deveria ter acontecido".

 

Informada sobre as fotos explícitas, a família da criança disse aos pais do adolescente que o perdoam pela atitude criminosa.

 

Caso seja condenado, Andrew pode pegar até quatro anos de prisão. Ele aguarda julgamento atrás das grades e, por enquanto, o pai ainda está decidindo se irá ou não contratar um advogado para o filho.




* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!