Boa noite. 22 de Fevereiro de 2018
21°MIN. 
30°MÁX.
RONDONÓPOLIS - MT
  • Curta no Facebook
  • Siga no Instagram
  • Siga no Twitter
  • :
  • :


Agronegócio foi responsável por 36,3% do total das exportações brasileiras em janeiro

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento | Publicado em: 10/02/2018 às 10:39
  • Compartilhe


Foto: Divulgação/Governo do Paraná

Em janeiro deste ano, as exportações do agronegócio chegaram a US$ 6,16 bilhões, resultado 4,9% maior que o do mesmo mês de 2017, US$ 5,87 bilhões. As importações foram de US$ 1,24 bilhão, e o saldo comercial no mês atingiu US$ 4,92 bilhões, frente a US$ 4,60 bilhões em janeiro do ano passado. 

 

O agronegócio foi responsável por 36,3% de todas as exportações do Brasil no mês, informou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Os setores que se destacaram foram o de carnes (19,3%); produtos florestais (18,7%); complexo soja (16,8%); complexo sucroalcooleiro (10,3%); e cereais, farinhas e preparações (8,9%).

 

No acumulado dos últimos 12 meses, o agronegócio exportou 12,2% a mais que no mesmo período de 2016, total de US$ 96,30 bilhões. As importações aumentaram 1%, chegando a US$ 14,12 bilhões, enquanto o saldo comercial foi de US$ 82,18 bilhões, contra US$ 71,84 bilhões anteriormente.

 

O complexo soja liderou as exportações do período, representando um terço do total (US$ 31,79 bilhões), seguido por carnes (US$ 15,45 bilhões), complexo sucroalcooleiro (US$ 11,84 bilhões), produtos florestais (US$ 11,72 bilhões) e cereais (US$ 5,43 bilhões).

 

A região que mais importou produtos brasileiros foi a Ásia, recebendo 46,1% das exportações nos últimos 12 meses, no total de US$ 44,42 bilhões. Os produtos mais importados pelos asiáticos, em especial os chineses, foram a soja em grão, carnes, açúcar e celulose. Em segundo lugar vem a União Europeia, importando US$ 16,93 bilhões em farelo e grãos de soja, café, celulose, carnes e suco de laranja. 





* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!