Boa noite. 23 de Abril de 2018
20°MIN. 
33°MÁX.
RONDONÓPOLIS - MT
  • Curta no Facebook
  • Siga no Instagram
  • Siga no Twitter
  • :
  • :


Pecuarista é encontrado morto amarrado em árvore após denunciar abate de gado em MT

Fonte: G1 MT | Publicado em: 16/04/2018 às 09:22
  • Compartilhe


Foto: Arquivo pessoal Elói Pereira Duarte, de 77 anos, foi encontrado morto nos fundos da fazenda dele, em Poxoréu

Um pecuarista foi encontrado morto amarrado em uma árvore na madrugada deste domingo (15) nos fundos da fazenda dele, em Poxoréu, a 259 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Civil, Elói Pereira Duarte, de 77 anos, havia denunciado, na semana passada, o abate clandestino de gados na propriedade dele.

 

A Polícia Civil foi comunicada e deve abrir um inquérito nesta segunda-feira (16).

 

Elói foi encontrado morto, às 1h (horário de Mato Grosso), na propriedade onde criava gados há mais de 20 anos. Ele morava na cidade com a família.

 

O corpo dele estava nos fundos da sede da fazenda, amarrado em uma árvore e com sinais de vários golpes na cabeça. A suspeita é a de que os criminosos tenham usado um pedaço de madeira pra matá-lo.

 

As primeiras informações apontam que os criminosos que já vinham abatendo gado na fazenda do pecuarista às escondidas. A polícia suspeita que tenham cometido o crime justamente no momento em que a vítima chegava na fazenda.

 

Na última terça-feira (10) o pecuarista chegou a registrar boletim de ocorrência na polícia, denunciando a prática de abate clandestino que teria passado a ser frequente na fazenda.

 

A polícia trabalha com a hipótese de que Elói tenha flagrado, no sábado (14), o abate no local e acabou sendo executado.

 

Latas de cerveja foram recolhidas na fazenda por investigadores. A partir delas, a polícia deve ter impressões digitais que poderão ajudar nas investigações. A previsão é de que o inquérito seja concluído em 30 dias, podendo ser prorrogado por mais 30 dias.





* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!